08/07/2009

Diretoria Executiva da Fiero visita Usina Hidrelétrica Jirau

Parte da diretoria executiva da Federação das Indústrias do Estado de Rondônia (Fiero) visitou, nesta segunda-feira, 06, a Usina Hidrelétrica Jirau e o Pólo Industrial Porto Velho com o objetivo de acompanhar o andamento das obras. Durante a visita, os diretores foram informados sobre a construção, contratação de mão-de-obra e de fornecedores.

A contratação de fornecedores da região foi um dos quesitos que mais chamou a atenção dos diretores. “A visita está alcançando nossas expectativas”, disse Soraia Vilela, superintendente do SESI. “A obra está em franco andamento e em ritmo acelerado, de acordo com o que foi combinado com a sociedade. Nós, da Fiero, comemoramos também a contratação de mão de obra e compra de equipamentos da indústria local”, ressaltou.

Os visitantes foram recepcionados  pelo Relações Públicas Normando Lira,  da Energia Sustentável do Brasil, que explicou os  procedimentos adotados na construção tanto em Jirau quanto no Pólo. “Além de mostrar o andamento da obra é interessante que os convidados entendam a logística da obra. Quanto mais informações sobre o empreendimento, melhor para o repasse aos demais segmentos da sociedade”, afirmou.

No canteiro de obras, a diretoria executiva da Fiero foi recebida pelo gerente executivo da construtora Camargo Corrêa, Luiz Américo Rogo, que explicou a base salarial aplicada na Usina, um dos questionamentos dos diretores. “Nós mantemos um paralelo salarial com a construção civil de Porto Velho para evitar fuga em massa desses trabalhadores para a obra e vice-versa, porém oferecemos benefícios para cativar o profissional, como horas extras, alojamento, um salário a mais por ano (prêmio) e cestas básicas, mas não podemos oferecer salários altíssimos para não desequilibrar a construção civil na Capital”, explicou Rogo.

O presidente da Fiero, Denis Baú complementou lembrando a capacitação que os trabalhadores do entorno da obra estão recebendo através dos projetos de qualificação profissional, que estão sendo oferecidos por conta da implantação de Jirau, “o que permite melhor remuneração profissional, graças a melhor qualificação do trabalhador. Acompanhamento

Para o superintendente da Fiero, Gilberto Baptista é importante acompanhar a obra com olhar técnico. “A Usina Jirau é a principal obra do Brasil e a maior de Rondônia, em termos de investimento, tecnologia e volume de pessoas empregadas, por isso devemos acompanhar passo a passo o seu andamento”, afirmou. “Qualquer reflexo afeta diretamente o desenvolvimento da economia do Estado”, lembrou.

O presidente da Fiero, Denis Baú afirmou que ficou impressionado com o andamento da obra e o desenvolvimento do Pólo Industrial Porto Velho. “Observamos a fabricação das casas, e a velocidade empregada nas duas obras. É um orgulho para nós rondonienses e, com certeza a execução de Jirau colabora diretamente com a melhoria na qualidade de vida do trabalhador da indústria”, afirmou.

Compartilhe

Notícias Relacionadas

Assine nosso jornal

ACOMPANHE
as notícias

Conheça o nosso Portal de Notícias, onde é possível ter
acesso às principais notícias da JIRAU ENERGIA.

Logo Jirau Energia

DADOS DE VAZÃO

Informações em:

XX/XX/XXXX

Previsões de Afluências à UHE Jirau

e de Folgas na Estaca 1295 da BR-364.

DATA

VAZÃO (m³/s)

FOLGA (m)

Nota: Previsão realizada pela ESBR com base nos dados
observados e nos modelos de previsão de vazões disponíveis.

Folga referente à diferença entre a elevação da pista
no eixo da BR-364 e a Folga na Estaca 1295

Por dentro da Usina Hidrelétrica Jirau

SETOR REGULATÓRIO
E COMERCIAL

ACOMPANHE AS NOTÍCIAIS DA
JIRAU ENERGIA

Logo Jirau Energia

Previsões de Afluências à UHE Jirau e de
Folgas na Estaca 1295 da BR-364.